Como contratar um time de desenvolvimento? Certamente, a tendência hoje no mundo dos negócios, é que as coisas aconteçam de forma rápida e ágil. Desse modo, em tempos de economia imprevisível, temos negociações mais complexas provocadas por clientes cada vez mais exigentes.


Além disso, a competitividade entre fornecedores de software coloca em um patamar mais alto àqueles que desenvolvem soluções criativas entregues dentro do prazo e funcionando de acordo com as necessidades do cliente.


Uma fábrica de sistemas deve entender que é preciso modificar a forma como recruta seus talentos e que nem sempre os padrões de gestão tradicionais funcionam de forma eficiente, dependendo da equipe.


E como contratar um time de desenvolvimento que atenda às exigências de mercado e atue no segmento com uma visão diferente do que normalmente se encontra em um profissional?


Acompanhe este artigo e, através dos tópicos abaixo, veja como montar sua equipe de maneira mais assertiva.

  • Como se forma uma equipe de desenvolvimento
  • Procure por um profissional T-Shaped
  • Repense o ambiente de trabalho


Saiba como formar um time de desenvolvimento

Decerto, a dificuldade para compor uma boa equipe de desenvolvimento de sistema começa em dois pontos: altos salários e poucos profissionais realmente capacitados. Portanto, um investimento que deve ser levado com seriedade.

Além disso, montar essa equipe com 100% de talentos acima da média não é um trabalho muito acessível. Mas com 10% desses profissionais fazendo parte do grupo, você já consegue resultados bem positivos.

Em conclusão, se você quer uma verdadeira fábrica de software operando sem dificuldades com prazos ou com as diferentes fases do desenvolvimento, o indicado é que 25% da sua equipe seja de talentos com destaque no mercado.

Procure por um profissional T-Shaped


Seguindo por um novo caminho e completamente inspirado nas startups, decerto é possível conseguir um trabalho eficiente com uma equipe menor. Contudo, deve ser formada por profissionais considerados “fora da curva”.


Em outras palavras, eles são normalmente identificados como profissionais T-Shaped. A letra T representa os dois eixos de conhecimento, sendo o eixo vertical o especialista e o eixo horizontal o generalista.


Isso significa que o mercado, hoje, sente a necessidade de um profissional que trabalhe no desenvolvimento de software, além disso, que seja muito bom no que faz, mas que também tenha uma visão mais ampla e estratégica do negócio.


Dessa maneira, o seu trabalho não vai se resumir apenas ao desenvolvimento de aplicativo, por exemplo, pois ele tem uma facilidade maior em visualizar o impacto da sua atuação refletindo em outras áreas da empresa.

Repense o ambiente de trabalho antes de contratar um time


Todavia, um profissional considerado “fora da curva”, não é muito fácil de encontrar, portanto é de se esperar que eles decidam onde e com quem trabalhar.


Portanto, ofereça um ambiente de trabalho atrativo. Ademais, não se apegue aos modelos de gestão convencionais que se aplicam em negócios que não tem muita semelhança com uma fábrica de programas.


Um local em que é possível exercitar a criatividade, com uma maior interatividade entre a equipe, trará ótimos resultados. Além da flexibilização de horários e uma dinâmica de trabalho que facilite a comunicação.


Contratar um time de desenvolvimento não é uma tarefa simples e que se resolve do dia para a noite. Portanto, é preciso buscar por profissionais que sejam capazes de entregar um trabalho que se diferencie dos demais.


Empresas como a UBISTART contam com equipes formadas por esses profissionais. Ademais, conseguem desenvolver soluções guiadas pela ampla visão do seu negócio, design de experiências e novas tecnologias.


Se você quer um caminho certo para chegar até o time que vai lhe entregar as soluções que a sua empresa precisa, preencha o formulário abaixo e receba o contato de um de nossos consultores comerciais.