Intraempreendedorismo como ferramenta. O termo inovação não se refere mais apenas à criação de tecnologia em grandes empresas. Hoje, ela também envolve o desenvolvimento profissional.


Há algum tempo atrás a inovação nas empresas era vista apenas como um instrumento para o surgimento de novas tecnologias. Decerto, ela contribuiu bastante nesse sentido. Mas, com o mercado consumidor cada vez mais exigente e o nível de competitividade dos concorrentes crescendo a cada dia, o segmento de inovação trouxe à tona novas ferramentas. Tais ferramentas são capazes de impulsionar o desenvolvimento das empresas.


Seguindo o caminho de grandes empresas, a RANDON também vem fazendo uso dessas ferramentas como o intraempreendedorismo. Indubitavelmente, ele nada mais é do que o já conhecido empreendedorismo do mundo dos negócios, só que desta vez, realizado dentro de empresas já estruturadas.


Ele acontece de forma que os próprios colaboradores trabalhem em ações que proporcionem melhorias e aperfeiçoem metodologias de trabalho já utilizadas. E foi analisando o momento atual em que se encontra tanto o mercado, quanto a sociedade, que a RANDON resolveu promover uma transformação cultural interna. Além disso, focar no desenvolvimento profissional dos seus colaboradores bem como no reposicionamento da sua marca.


O processo de transformação

Trabalhando atualmente como business partner corporativo da RANDON, Bruno Bazanella fala um pouco sobre esse processo de transformação e o porquê dele ser tão necessário no cenário atual.

“Esse debate começou nas áreas corporativas que contemplam Recursos Humanos, TI e nosso centro e serviços compartilhados e, assim que nós começamos nossa imersão no ecossistema de inovação nos demos conta de que a mudança não era só tecnológica, ela envolvia comportamento, design, envolvia um cuidado adicional às mudanças da sociedade, uma atenção que nós precisávamos dar para o nosso cliente.”


RANDON Exo: o projeto de intraempreendedorismo

Dessa forma, uma equipe formada por profissionais desses setores iniciaram o seu primeiro projeto de intraempreendedorismo intitulado de RANDON Exo. Ele proporcionou a parceria com startups para uma nova metodologia de recrutamento e seleção de novos talentos e programas de desenvolvimento profissional de colaboradores.

“Nós temos um case bastante conhecido: uma plataforma de recrutamento e seleção. O fato é que nós construímos um business case de sucesso e a partir desse carro chefe nós conseguimos não só aprovar outros projetos em parceria com startups, mas também avançar com o projeto do Instituto Hélice. (…) e, numa etapa posterior, aprovar a ampliação da RANDON Exo usando uma metodologia estruturada.” Explica Bruno.


A aprendizagem dialógica, uma metodologia baseada na educação básica, está sendo adaptada pela equipe responsável pela RANDON Exo e utilizada como ferramenta de inovação para proporcionar aos seus colaboradores o retorno aos estudos, acompanhando as mudanças constantes que acontecem no mundo a todo o momento, tanto no que diz respeito às novas tecnologias quanto aos fatores comportamentais e ambientais.

”O nosso programa de desenvolvimento não é mais uma célula, nós classificamos como um programa de desenvolvimento, a seleção das pessoas não é por inscrição. Nós fazemos uma busca ativa junto com a gestão de um perfil específico de intraempreendedores e, na área de inovação, nós trabalhamos com alguns programas.”


O segredos dos resultados

Dentro desse projeto, a RANDON tem conseguido bons resultados. pois, cada colaborador que participa do projeto de desenvolvimento e se capacita dentro da sua área de atuação também fica responsável por capacitar os seus colegas de setor e implementar ações que implicarão em resultados positivos para a empresa.


Quer ficar por dentro deste e de outros assuntos ligados à cultura de inovação? Então não perca tempo e se inscreva na nossa newsletter! Dessa forma você não perde os podcasts e nem os artigos exclusivos. 


Bruno Bazanella foi o nosso entrevistado em um dos últimos episódios do CorpUp Talks, clique aqui se deseja conhecer o conteúdo dessa conversa na íntegra!